Conheça o nosso catálogo de produtos

É IMPOSSÍVEL O DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO?

Dê Sua Opinião Sobre o Produto

Disponível: Em estoque

R$22,00

Resumo

Livro em falta no estoque, nos envie um email para lojaweb@ramonllull.net


Neste pequeno volume Bernardo Veiga apresenta-nos um acurado estudo sobre a presumível racionalidade das fés, que culmina numa avaliação das consequências culturais das decisões religiosas fundamentais, tudo isso alicerçado nos escritos de Joseph Ratzinger, o atual papa Bento XVI. O que nos revela é suficiente para entender o significado de "pôr entre parênteses a nossa fé".


 

É IMPOSSÍVEL O DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO?

Detalhes

Quando a imprensa européia discute intensamente o prólogo escrito por Joseph Ratzinger ao último livro de Marcelo Pera, intelectual e político italiano, intitulado Perché dobbiamo dirci cristiani, recém publicado pela editorial Mondadori, resulta muito oportuno este trabalho que o leitor tem agora em suas mãos. Com efeito, no referido prólogo, Joseph Ratzinger, afirma que o diálogo inter-religioso é impossível a menos que o crente ponha entre parênteses a sua fé. Sem dúvida alguma, o pouco espaço que um prólogo oferece levou-o a omitir uma mais longa explicação sobre o que significa "pôr entre parênteses a fé". Daí a polêmica. Neste pequeno volume Bernardo Veiga apresenta-nos um acurado estudo sobre a presumível racionalidade das fés, que culmina numa avaliação das consequências culturais das decisões religiosas fundamentais, tudo isso alicerçado nos escritos de Joseph Ratzinger, o atual papa Bento XVI. O que nos revela é suficiente para entender o significado de "pôr entre parênteses a nossa fé". Por outro lado, Bernardo Veiga mostra-nos também como é isso mesmo o que Raimundo Lúlio dizia, setecentos anos antes. Ainda pouco conhecido em nosso país, Lúlio surpreende por sua abertura em uma época adversa ao seu pensamento. Foi um verdadeiro precursor em muitos campos do pensamento. Veiga mostra como o pensamento do papa sobre o diálogo inter-religioso assemelha-se muito à proposta luliana, por sujeitar o diálogo ao Logos e pela defesa incondicionada da liberdade religiosa. Uma explicação necessária em um momento muito oportuno.

Você pode estar interessado nos seguintes produtos

O LIVRO DO GENTIO E DOS TRÊS SÁBIOS (1274-1276)

O LIVRO DO GENTIO E DOS TRÊS SÁBIOS (1274-1276)

R$69,50
DIÁLOGO ENTRE CIVILIZAÇÕES

DIÁLOGO ENTRE CIVILIZAÇÕES

R$39,00
FÉ, VERDADE, TOLERÂNCIA

FÉ, VERDADE, TOLERÂNCIA

Preço Normal: R$65,00

Promoção: R$40,00

   

Informação Adicional

Título É IMPOSSÍVEL O DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO?
Subtítulo O pensamento de Bento XVI e a visão de Raimundo Lúlio sobre o diálogo inter-religioso
Autores Bernardo Veiga
Sinopse

Quando a imprensa européia discute intensamente o prólogo escrito por Joseph Ratzinger ao último livro de Marcelo Pera, intelectual e político italiano, intitulado Perché dobbiamo dirci cristiani, recém publicado pela editorial Mondadori, resulta muito oportuno este trabalho que o leitor tem agora em suas mãos. Com efeito, no referido prólogo, Joseph Ratzinger, afirma que o diálogo inter-religioso é impossível a menos que o crente ponha entre parênteses a sua fé. Sem dúvida alguma, o pouco espaço que um prólogo oferece levou-o a omitir uma mais longa explicação sobre o que significa "pôr entre parênteses a fé". Daí a polêmica. Neste pequeno volume Bernardo Veiga apresenta-nos um acurado estudo sobre a presumível racionalidade das fés, que culmina numa avaliação das consequências culturais das decisões religiosas fundamentais, tudo isso alicerçado nos escritos de Joseph Ratzinger, o atual papa Bento XVI. O que nos revela é suficiente para entender o significado de "pôr entre parênteses a nossa fé". Por outro lado, Bernardo Veiga mostra-nos também como é isso mesmo o que Raimundo Lúlio dizia, setecentos anos antes. Ainda pouco conhecido em nosso país, Lúlio surpreende por sua abertura em uma época adversa ao seu pensamento. Foi um verdadeiro precursor em muitos campos do pensamento. Veiga mostra como o pensamento do papa sobre o diálogo inter-religioso assemelha-se muito à proposta luliana, por sujeitar o diálogo ao Logos e pela defesa incondicionada da liberdade religiosa. Uma explicação necessária em um momento muito oportuno.

Nome da Coleção Diálogo Inter-Religioso
Editora Instituto Brasileiro de Filosofia e Ciência "Raimundo Lúlio" (Ramon Llull)
Número de páginas 97
ISBN do Livro 8589294140
Encadernação Brochura
Peso 0.1500
Dimensões do Produto 14 x 21
Ano da Edição 2008
Idioma Português

Tags do Produto

Use espaços para separar as Tags. E aspas simples (') para frases.