Home Noticias Studies on Ramon Llull DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO NA IDADE MÉDIA HISPÂNICA
PDF abrir en una nueva ventana Imprimir Correo electrónico
Escrito por Administrator   
Jueves 11 de Noviembre de 2004 00:00
There are no translations available.

No dia 8 de julho, quarta-feira, às 20h00, o Centro de Cultura Judaica - Casa de Cultura de Israel,  em parceria com o Instituto Brasileiro de Filosofia e Ciência "Raimundo Lúlio" trouxe o professor Jordi Pardo Pastor, da Universidade Autônoma de Barcelona, para a palestra “Diálogo Inter-religioso na Idade Média Hispânica”.

Prof. Esteve Jaulent, Prof. Jordi Pardo e Sr. Raul Meyer

O professor Jordi abordou a necessidade da concórdia religiosa a partir das idéias de Raimundo Lúlio (1232-1316), considerado um dos patriarcas do diálogo inter-religioso.

Jordi Pardo Pastor é Filólogo, Professor, membro da ARCHIVIVUM LVLLIANVM  - Universitat Autònoma de Barcelona-  e Presidente da Delegação de Barcelona do
Instituto Brasileiro de Filosofia e Ciência “Raimundo Lúlio” (Ramon Llull).

A palestra teve entrada franca e aconteceu no Centro da Cultura Judaica – Casa de Cultura de Israel, localizado à rua Oscar Freire, 2500, (ao lado do metrô Sumaré), em São Paulo. Informações pelo tel. (11) 3065.4333 e www.culturajudaica.org.br

O dialogo inter-religioso

 na Idade Média espanhola  

 

ALÍCIA SALAMA

 

O Centro de Cultura Judaica/Casa de Cultura de Israel, com o intuito de promover o diálogo inter-confessional, convidou para dar uma palestra o professor Jordi Pardo Pastor, filólogo e professor da  Universidad Autônoma de Barcelona no Archivium Lullianum e presidente da delegação de Barcelona do Instituto de Filosofia e Ciência Raimundo Lúlio (Ramon LLull)

           

O titulo da palestra “O diálogo inter-religioso na Idade Média espanhola” sugeria algo diferente do apresentado, porem a dissertação do professor Jordi foi sumamente interessante. A palestra foi baseada nas idéias de Rámon Llul e seu método utilizado para dialogar com árabes e judeus na Espanha pré-inquisitorial e demonstrar que o cristianismo era a religião verdadeira.

 

Llull nasceu na cidade de Palma, na Ilha de Maiorca, provavelmente no ano 1232. Os primeiros anos da sua vida foram bastante atribulados. Com 14 anos chegou a estar na Corte do Rei Jaime I de Aragão. Casou-se, teve filhos, mas, a partir dos 30 anos idade recebeu uma iluminação que o levou a uma conversão seguida do desejo de ganhar para o cristianismo todo o mundo islâmico. Ele estava convencido de que todos os princípios do cristianismo, incluídos o da trindade e da encarnação, podiam ser demonstrados através do raciocínio, mesmo que ele acreditasse que, para provar  era necessário ter “fé”.

 

Llull estava convencido de que a discussão racional, com a ajuda de seu método, poderia ser um novo método que Deus estava utilizando para a difusão da fé cristã. Ele viajou por várias partes da Espanha, norte da África e chegou a lecionar na Universidade de Paris.

 

O professor Jordi deixou claro que falar em “diálogo” no século XIII é diferente de falar em diálogo hoje. A situação de Espanha naquela época era bastante particular, estava dominada pelos árabes que a tinham invadido no século VIII. A população dominante era a muçulmana. Os judeus, em menor numero, tinham um papel destacado na cultura e no comércio. Os reinos cristãos tinham começado a reconquista do território. Por outro lado, é o período das Cruzadas, momento em que o cristianismo tenta a dominação pela força.

 

Neste contexto Llull aparece com uma idéia diferente: convencer aos árabes e judeus que o cristianismo é a religião verdadeira, mas utilizando um método próprio no qual, a partir dos pontos em comum das três religiões e através de um método analítico, procura que seus interlocutores cheguem a essa conclusão .

 

Seu método posteriormente foi utilizado noutras disciplinas. Ele escreveu grande quantidade de livros, na maioria relativos à aplicação do que ele denominava sua Arte Magna e a Existência de Deus, onde coloca suas idéias. Llull morreu em 1315, após uma viagem ao Norte da África, onde procurava aplicar seu método para converter os infiéis e foi apedrejado.

 
 
Castellano

Tienda

Libros destacados:

LANÇAMENTO
Ateísmo e Relativismo: É possível conciliar?
Anderson M.R.Alves


LANÇAMENTO
Livro Contra o Anticristo
Ramon Llull


LANÇAMENTO
Ser e Dever-ser
Anderson Machado Rodrigo Alves


LANÇAMENTO
O Sal da Consciência
Rafael Ruiz